Tasty Tuesday

De uns tempos pra cá, ando explorando cada vez mais a cozinha. Adorei saber que tinha um dote culinário (embora eu precise aprimorar e muito! haha) e não sabia. Não sou nenhuma expert ou chef, mas fico feliz pois quando solteira e morando com a mamãe eu não cozinhava absolutamente n-a-d-a. É incrível como a gente se adapta e aprende com a necessidade, né?

A minha última aventura foi fazer Pizza italiana. Depois de fazer duas vezes na bandeja normal do forno (aquelas de ferro, alumínio, ou seiláoquê), eu comprei uma pedra especial para forno convencional (foto 3) e que, segundo dizem, chega o mais próximo da pizza tradicional italiana, que é feita em forno de pedra. Aliás, gosto da massa como os italianos fazem, bem fininha. A pan-pizza não me agrada nem um pouco, por isso foco nesse tipo de massa. Depois de algumas tentativas, que até deram certo (sendo modesta), os amigos aprovaram e eu sou só alegria! haha

Nesse dia, jantei com minha amiga MJ e fiz uma pizza de Pepperoni. Sem muita afetação: mozzarella ralada, mozzarella fresca, orégano e o próprio. Ah, e recheio a bordinha com queijo Philadelphia! Fiquei triste porque esse pepperoni não é dos melhores. Comprei para testá-lo e é beeem ruim, soltou cor. Povo da Suécia: não comprem pepperoni da marca Gøl! Que por sinal é dinamarquesa (percebe-se pelo Ø, right?! haha). Aonde eu tava com a cabeça?  Pepperoni dinamarquês? Lógico que não poderia dar certo... hahaha Correria define. Mas enfim... fica a dica.

 DSC_5773 DSC_5775 DSC_5777 DSC_5779

E se eu não recomendo o tal pepperoni da Gøl, eu recomendo MUITO (e mais um pouco) esse sal temperado, do Nicolas Vahé, que a minha amiga Camila me presenteou. Sério, não acho que possa viver mais sem isso. Sal, parmesão e manjericão unidos, felizes e que fazem toda a diferença.

comments powered by Disqus